Projetos

 
Inovação Produtiva - Norte 2020
 
•  Designação do projeto: SuptoHVAC (supplement to heating, ventilating and air conditioning) system inovation with technology and knowledge
 
•  Código do projeto: 018323

•  Objetivo principal: Reforçar a competitividade das pequenas e médias empresas

•  Região de intervenção: PORTUGAL (CONTINENTE) - NORTE

•  Entidade beneficiária: NORTUFLEX - FABRICAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DE TUBOS FLEXIVEIS UNIPESSOAL, LDA
 
•  Data de aprovação: 06-08-2016
 
•  Data de início: 02-09-2016
 
•  Data de conclusão: 01-09-2018
 
•  Custo total elegível: 1.546.907,89 EUR
 
•  Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 928.144,73 EUR

 

•  Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos
O presente projeto está definido para um horizonte temporal de 24 meses. Promove o aumento da capacidade instalada, o desenvolvimento da linha de produção, a redefinição do processo produtivo, a inclusão social, o emprego, privilegia a criação de postos de trabalho tecnicamente qualificados e maior aproximação da NORTUFLEX à comunidade científica. Promove ainda inovação no desenvolvimento de novos produtos e a respetiva produção com novas funcionalidades e menos desperdício produzindo um menor efeito na pegada do ozono.


Tem em vista os seguintes objetivos:
 
A - Objetivos de Mercado: Incrementar a capacidade instalada para aumentar o Volume de Negócios Nacional e Internacional até ao ano de 2020; Reforçar a imagem da NORTUFLEX e a sua posição em mercados em que ainda não tenha quotas ou que tenha quotas inferiores; Solidificar as relações internacionais com os distribuidores e grandes retalhistas; Afirmar internacionalmente a capacidade competitiva da empresa contribuindo para o aumento das exportações nacionais e quotas de mercado, para a melhoria da balança nacional, aumento da produtividade nacional e geração de emprego qualificado.
B - Objetivos Tecnológicos: Reduzir custos e tempos de produção, adquirir novos equipamentos tecnologicamente consentâneos com a estratégia da empresa para fazer face aos desafios do futuro e do mercado, com ganhos de eficácia e eficiência; Desenvolver e inovar em novos produtos e soluções;
Transformar a experiência do saber feito e ideias em produtos e serviços que ofereçam valor real aos clientes da NORTUFLEX.
C - Objetivos Financeiros: Aumentar o Volume de Negócios (Nacional e Internacional) até 2020 em cerca de 89,13% face ao ano de 2014.
 
Em termos de investimento, privilegia os ativos corpóreos predominantemente de natureza produtiva, tendo em vista a produção de bens significativamente melhorados, transacionáveis e internacionalizáveis, bem como a melhoria ao nível dos processos utilizados no fabrico de produtos, uma vez que os investimentos previstos em tecnologia de produção apresentam diferenças significativas face aos atuais processos de fabrico. Releve-se que conjuntamente com o presente projeto a empresa submeteu uma candidatura à Medida QI PME Individuais - aviso 04/SI/2016, junto da AICEP (Candidatura 20275) no âmbito da qual estão previstas diversas ações na vertente organizacional e internacionalização tendo sido também esta objeto de decisão favorável por parte da Autoridade de Gestão.
 
O projeto de inovação produtiva visa, designadamente, o aumento da capacidade instalada ao nível do fabrico e comercialização de produtos em alumínio e inox, nomeadamente, tubos rígidos e flexíveis de aço-inox e alumínio, especialmente destinados ao sector da construção. Envolve a realização de várias ações entre as quais destacam-se: obras de remodelação na unidade fabril, compreendem a preparação do edifício industrial para receber e instalar as novas máquinas, a otimização do espaço disponível para uma melhor redefinição do layout no chão de fábrica, melhoria das condições de trabalho e de segurança dos seus colaboradores para lhe proporcionar uma maior concentração por parte destes nas operações que estão a desenvolver e um maior conforto e a aquisição de diversas máquinas industriais e diverso equipamento eletrónico para reforçar a sua capacidade competitiva e reunir condições tecnológicas para poder incrementar as exportações para diversos mercados internacionais a preços competitivos e ampliar a capacidade instalada na produção de tubos, transacionáveis e internacionalizáveis.